Bonsai UX
Bonsai UX

UI, Design e User Experience de um ponto de vista zen

Share


Our Newsletter


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Tags


avrt

Twitter


Sobre Bonsai e UX

Bonsais são pequenos mistérios: mesmo que saibamos como fazê-los, de onde surgem ou o seu significado como objeto ainda existe uma dúvida sobre sua real definiç…

Poe BellentaniPoe Bellentani

Bonsais são pequenos mistérios: mesmo que saibamos como fazê-los, de onde surgem ou o seu significado como objeto ainda existe uma dúvida sobre sua real definição.

No imaginário geral, eles são apenas mini-árvores, mas em sua conotação mais verdadeira reside uma complexidade maior:

Um bonsai é concretização da arte de dobrar o tempo e tentar guiar a transformação constante das coisas.

Para quem trabalha com codificação, programação ou o lado mais teórico de interações com usuário, entender seu código e seu trabalho como um bonsai pode transformar toda a sua visão sobre o que é feito. Tratar cada pedaço de código, cada objeto que o usuário interage ou até mesmo cada elemento de design assim cria uma relação mais aprofundada com a nossa profissão.

Durante meus anos de experiência nessa área, descobri que jamais conseguimos chegar a perfeição - quando achamos que alcançamos o ponto mais alto da montanha algo novo nos espera por lá e uma nova escalada tem início.

Nesse ciclo constante, o que temos é uma repetição de processos e a busca pelo melhor dentro daqueles períodos conturbados e escassos de tempo, esse nosso inimigo que sempre briga contra a qualidade (assassinada, em sua maioria, pelos curtos prazos).

Por conta dessa semelhança e visão de que trabalhar com sites, aplicativos ou qualquer outra coisa relacionada a web ou tecnologia voltada ao usuário, são pequenos (?) bonsais esse blog nasceu.

Pingarão de vez em quando textos sobre o trabalho de UX e também algumas coisas que vem em epifânias profissionais, portanto, não esperem super inovações, mas tenham a mente aberta para práticas que salvam vidas e a consolidação de um processo vai se mostrando bem eficaz.

E que venham as sopas de letrinhas! E que venham os acrônimos marotos! E que venham as novas montanhas, porque uma vida feita de planícies seria muito chata.

American Shokunin from Ryan Bush on Vimeo.

Comments