Bonsai UX
Bonsai UX

UI, Design e User Experience de um ponto de vista zen

Share


Our Newsletter


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Tags


avrt

Twitter


Bonsai UX

Quero começar a trabalhar com web, por onde começar?

Poe BellentaniPoe Bellentani

Pronto, uma questão ampla que vai dar um nó na sua cabeça e ser pior do que testes vocacionais no final do ensino médio.

Porém, podemos ser bem especificos e dar o primeiro passo: se você vai trabalhar com UX, UI Design ou Desenvolvimento Web precisará saber fazer sites ou como eles funcionam, em teoria e na prática!

Aqui seguem algumas dicas relacionadas a estudo antes de você pôr a mão na massa - e essas dicas valem para quem está começando e pra quem já está na área mas quer aprender algo novo:


Trace objetivos concretos

Você vai trabalhar com um site, certo? Então escolha um tema de seu agrado, pense em uma ideia que gostaria de colocar em prática e use-a de cobaia.

Um exemplo é este blog que uso pra estudar, entre várias coisas, Node.JS e o Ghost CMS.

Faça algo que gosta, com um objetivo definido e verá que aprender fica mais gostoso, produtivo e mensurável.

Alguns exemplos:

Pense no que quer fazer e rabisque o que acha legal - e bora colocar em prática, um passo de cada vez, mas fazer pouco é mais que fazer nada!

LotR & GoT Crossover

Fonte Boo-s.deviantart.com

Crie um plano de estudos

Não adianta você apenas falar "ah, vou aprender" e deixar as coisas por isso mesmo. Com a primeira dica você já tem um objeto de estudo, seja um site, um blog ou um aplicativo.

Agora o que você precisa é dedicar um pouco do seu tempo para isso - é como aprender um instrumento musical, você precisar de pelo menos 1h por dia durante todos os dias da semana, se puder mais, legal, mas com um tempo mínimo diariamente você verá que as coisas andam.

Um bom exemplo é: trace uma meta baseada na dica anterior. Estude, mas com os objetivos claros em um determinado tempo - fazer um menu abrir com o passar do mouse em até três dias de estudo, fazer uma animação quando o visitante clicar em um botão do seu site em até dois dias de estudo, fazer a primeira página do blog inteiramente funcional em um mês, etc.

Você pode organizar seu projeto usando o Trello, uma ferramenta bem legal que pode ser usada no seu desktop, celular ou tablet - o melhor de tudo, é gratuíto, poderoso e você pode deixar do jeito que você quiser.

Criar metas e dar a elas prazo para se realizarem ajuda um bocado: você transforma informação em conhecimento e conhecimento em itens concretos para mensurar o seu aprendizado de forma sólida.

Faça porque e o que você gosta

Sei que dinheiro é algo que todo mundo gosta, mas na verdade existe prazer além. Escolha a área que você gosta ou se identifica mais, as coisas que você olha e sente um prazer absurdo de tornar reais é que merecem atenção.

Trabalhar com o que se gosta não é um luxo, mas uma escolha! Então, mãos a obra e escolha o que lhe agrada porque o trabalho é o lugar onde você vai gastar mais da metade da sua vida - e garanto que você não quer passar a vida inteira fazendo algo que ache chato só pra ganhar dinheiro (se o caso é que ganhar dinheiro com coisas que acha chato lhe dá prazer, então vale isso também #fuckyeah).

Converse sobre o que você aprender

Além de praticar, o legal é você discutir o que você aprender, seja pela internet através de fóruns ou grupos até no seu cotidiano.

Arrume gente que se interessa pelos mesmos assuntos e debata: essa prática ajuda você a trocar vivências, conhecer outros pontos de vista, absorver o que estudou e, o mais importante, criar sua própria ideia sobre o que você está fazendo.

Sem contar que quando você bate-papo também se compromete com outras pessoas. Esse compromisso informal acaba sendo uma maneira de você ganhar força nos estudos: quando um amigo pergunta pra você "como vai aquele seu projeto?" a gente se sente meio compelido a mostrar os resultados - ou a voltar a persegui-los pra evitar ter respostas negativas no futuro.


Com essas dicas em mente, acho que já podemos passar para a outra parte, que é tratar dos caminhos que você pode seguir.

Como já mencionado anteriormente, trabalhar na área de frontend tem uma variação gigantesca de possibilidades, mas vamos focar inicialmente na concretização das ideias - portanto, o foco será em produzir interfaces de sites (falamos de UI).

Seguiremos um caminho bem direto, que será:

O que farei será dar os caminhos possíveis para você aprender sem custo na Internet ou, caso queira, em cursos online que tem valores honestos (tanto para quem compreende inglês quanto para quem só consegue se virar no português).

Não publicarei tutoriais básicos, mas darei o caminho dos barcos, apontando onde você pode aprender com gente que se dedica a isso.

Sempre estarei aberto a tirar as dúvidas que aparecerem (podem comentar os posts que respondo).


Este é o segundo post da série n00b UX, o primeiro foi "N00b UX: uma série pra começos".

O próximo será Colocando a mão na massa: #partiusites, onde vamos abordar os lugares onde você pode aprender e como traçar os seus caminhos na área.

Comments